Sobre

Do cavaleiro da Lux Brasil ao sucesso estrondoso de Game of Thrones, o medieval é, indiscutivelmente, da ordem do dia. Com essa popularidade, reforça-se também a necessidade de compreender as origens dessas muitas representações da Idade Média, seus equívocos, interesses, inspirações e objetivos. O campo de estudos do medievalismo é atualmente o que mais cresce dentro dos estudos medievais ao redor do mundo. No Brasil, não poderia ser diferente: vimos, ao longo dos últimos 5 anos cada vez mais trabalhos acadêmicos e de divulgação focados na recepção do medievo, e um interesse cada vez maior pelo tema. 

Fruto da recente internacionalização do GEHM, este evento foi concebido em diálogo com professores e pesquisadores, de diversos países e instituições, objetivando colocar o público brasileiro em contato direto com os debates acadêmicos internacionais do campo dos estudos do medievalismo. O congresso contará com mesas de convidados em inglês e português, e com um simpósio, englobando trabalhos submetidos e avaliados pela organização, e que serão apresentados em português, inglês ou espanhol. Dessa forma, buscamos incluir da melhor maneira possível uma audiência brasileira com variados níveis de proficiência em línguas estrangeiras, bem como uma potencial audiência internacional que não compreenda português.

Trata-se, portanto, de um evento 100% online, a fim de reduzir os custos com os convidados estrangeiros, mas também em concordância com as medidas cautelares recomendadas pela OMS em relação à pandemia do COVID-19

Mais informações

Equipe
O GEHM

Monitores:

Luana Miranda


Rossiny Siqueira

Lana Letícia Barbosa de Souza

Mariana Durães de Freitas

Conselho científico:

Clínio de Oliveira Amaral

Elton Oliveira Souza de Medeiros

Lukas Gabriel Grzybowski

 

Organizadores do evento:

 

Luiz Felipe Anchieta Guerra

Daniele Gallindo

 

Vinicius Cesar Dreger de Araujo

Karolina Santos da Rocha

Fundado no início de 2020, o Grupo de Estudos de História Medieval da Unimontes (GEHM) é uma iniciativa discente que tem como objetivo construir um espaço de leitura e discussão para temas relativos ao período medieval como um todo, englobando os mais diferentes suportes e épocas de produção. O GEHM realiza reuniões semanais conduzidas por intermédio da leitura de textos propostos em seu conteúdo programático. Estudantes e acadêmicos da história, bem como de outras áreas do conhecimento, e demais interessados, são sempre bem-vindos a participar.

Em resposta à emergência causada pelo COVID-19, o grupo se viu obrigado a migrar suas atividades para o formato virtual, iniciando assim suas discussões via Hangout. Apesar das muitas dificuldades, essa mudança permitiu que mais pessoas, de todo o Brasil, participassem das reuniões. Abriu-se também a oportunidade, para o grupo, de contar com a presença de convidados internacionais, o que, por sua vez, veio a dar origem a este evento.

Para mais informações, clique aqui.

O Linhas
A Unimontes

O Linhas é um grupo de pesquisa vinculado à Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), fundado por historiadores interessados em Idade Média, historiografia, estudos narrativos, religiosidades e relações de poder. O compromisso do grupo é contribuir com a formação crítica de graduandos e pós-graduandos, bem como incentivar e divulgar a pesquisa acadêmica.

Nos últimos anos o grupo adquiriu caráter supra institucional, incorporando docentes e pesquisadores de dentro e fora do Brasil, com foco especial nos estudos do medievalismo. Atualmente, o Linhas conduz uma crescente série de entrevistas, em seu canal, com especialistas em história medieval, medievalismos, análises narrativas e relações de poder.

Para mais informações, clique aqui.

Nascida da antiga Fundação Norte Mineira de Ensino Superior (FUNM), a Universidade Estadual de Montes Claros foi oficialmente fundada em 21 de setembro 1989.

A Unimontes atua, prioritariamente, numa  região que abrange  área superior a 196.000 km², correspondente a 40% da área total de Minas Gerais, incluindo as regiões Norte e Noroeste de Minas e os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri. Alcança 342 municípios e atende potencialmente uma população que ultrapassa dois milhões de habitantes.

Referência na produção do conhecimento nas áreas de saúde, educação, ciências sociais aplicadas, ciências humanas e ciências exatas e tecnológicas, a instituição reforça suas atividades no  campus sede de Montes Claros e nos campi de Almenara, Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Janaúba, Januária, Paracatu/Unaí, Pirapora, Salinas e São Francisco. As ações também são incrementadas nos núcleos de Joaíma e Pompéu. 

Para mais informações, clique aqui.

logo-colorida-3.jpg
LINHASfudido.png
Logomarca-Unimontes-Vertical-PNG.png